Tools

capa formandas

Coordenadora nacional do projeto elogiou a UEM pela atuação junto ao Parfor, do Ministério da Educação; veja as fotos do evento

Vinte e nove professoras da rede pública de ensino de municípios da região receberam, no último sábado (11), no câmpus sede da Universidade Estadual de Maringá, o diploma de conclusão de curso de Pedagogia, 1ª Licenciatura, modalidade presencial, pelo Programa Nacional de Formação de Professores da Educação Básica (Parfor)/UEM.

Com exceção de uma formanda, graduada em Letras, as demais professoras vinham atuando como docentes em sala de aula apenas com a formação do antigo curso Normal em nível médio. Dos que colaram grau no sábado, numa solenidade ocorrida no auditório do Programa de Desenvolvimento Educacional (PDE), Bloco B-33, a maioria é de Maringá, atuando como professoras da educação infantil e do ensino fundamental de 1ª à 5ª série.

O reitor Julio Damasceno presidiu a sessão, acompanhado do vice-reitor, Ricardo Dias Silva. A professora Lorena Lins Damaceno (foto abaixo), diretora nacional da Educação Básica e coordenadora nacional do Parfor, foi a paraninfa dos formandos. 

"Para nós da Capes e do Ministério da Educação, cada formatura do Parfor significa a concretização de sonhos, a satisfação do dever cumprido e o imenso orgulho de fazer, mesmo que de longe, parte da trajetória profissional dos professores e professoras que atuam nas escolas públicas de educação básica do nosso País", disse ela.

Lorena

Capes é a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, uma fundação ligada ao Ministério da Educação (MEC), que atua na expansão e consolidação da pós-graduação stricto sensu em todos os estados brasileiros.

Dizendo ser grata aos graduandos pelo convite, Lorena afirmou que no Brasil ainda existem mais de 440 mil professores que não possuem formação em nível superior. "Isso sem contar aqueles que possuem nível superior, mas em áreas diferentes das que lecionam em sala de aula".

Relevância

Ao falar sobre a relevância do professor para o desenvolvimento de uma Nação, a paraninfa lembrou Pedro Demo, que no ensaio “Professor e seu direito de estudar”, afirma que "pela importância estratégica da profissão - é o profissional dos profissionais – o professor deveria passar por processo formativo dos mais exigentes e completos. A razão é simples: o profissional da formação precisa ser a cara da formação primorosa".

reitor Damasceno Parfor

É necessário, segundo ela, que o poder público tome iniciativas e desenvolva políticas que promovam a formação inicial e continuada de professores para garantir o princípio constitucional do padrão de qualidade do ensino ministrado nas escolas públicas brasileiras. 

Lorena também lembrou que a UEM aderiu ao Programa em 2010, quando foram iniciadas as primeiras turmas. Conforme ela, a implementação de programa de tamanha complexidade exige trabalho árduo e grande aparato institucional. "A articulação entre a Capes, a secretaria estadual, as secretarias municipais e a UEM foi e tem sido fundamental para o sucesso do programa", disse. Ela anunciou, ainda, a previsão de um novo edital nacional do Parfor para dezembro de 2019 e outro para junho de 2020.

As formandas do último sábado compõem a oitava turma de Pedagogia a se formar na UEM. A nona turma, que será a próxima a se formar, em 2022, foi implementada em 2018, quando a UEM foi contemplada, após concorrer com outras Instituições de Ensino Superior (IES) do Paraná, no edital lançado pela Capes. 

oradora

A Universidade Estadual de Maringá matriculou 1.061 professores e é a IES paranaense que congrega o maior número de docentes beneficiados pelo Parfor. Os cursistas das 35 turmas implantadas são oriundos de 265 escolas, sendo 32% delas pertencentes à rede estadual e 68% à rede municipal. A abrangência dos cursos da UEM, implementados no âmbito deste Programa, alcança 36 municípios da região noroeste do Estado, proporcionando formação superior de qualidade aos professores de cerca de 40 mil alunos da rede pública de educação básica. 

A paraninfa parabenizou a iniciativa de elaboração de dois livros durante a trajetória de implementação do Parfor/UEM, um deles, lançado em 2014, e outro previsto para dezembro de 2019, pelo qual serão divulgados os resultados das atividades desenvolvidas pelas alunas.

juramentista

Diversas autoridades, além do reitor e do vice-reitor, e a coordenadora nacional do Parfor, Lorena Lins Damasceno, compuseram a mesa: a pró-reitora de Ensino, Alexandra Cousin; a coordenadora do Parfor/UEM, Leonor Dias Paini; o ex-reitor Mauro Baesso, patrono da turma; a professora Dislei Jorge Bento, responsável pelo Parfor no município, representando a secretária de Educação de Maringá, Gisele Colombari;  a chefe do Departamento de Fundamentos da Educação (DFE), Eliana Koepsel; a coordenadora pedagógica do curso de Pedagogia, Regina Chicarelli; a professora Tânia dos Santos Alvarez da Silva (DTP), nome de turma; e o diretor da Diretoria de Assuntos Acadêmicos da UEM, Rodrigo Junqueira. A vice-chefe do DFE, Maria Cristina Machado, embora não tenha feito parte da mesa, prestgiou o evento.

uem tv