Tools

2019 09 12 Setembro Amarelo 8986

Você não está sozinho! Procure ajuda especializada e alguém para te ouvir

Ei, você… Se surgir qualquer ideia de tirar a própria vida, não menospreze esse pensamento negativo, por menor que ele seja. PARE! RESPIRE! E saiba que há muitas pessoas prontas para te ajudar a continuar a viver – e a viver bem, com alegria! Leia com atenção e busque socorro imediatamente para voltar a sorrir.

Na Universidade Estadual de Maringá (UEM), a comunidade acadêmica pode ir de graça ao Ambulatório Médico e de Enfermagem, à Unidade de Psicologia Aplicada (UPA) ou ao Serviço de Medicina e Segurança do Trabalho (Sesmt) – locais que trabalham integrados à rede pública de saúde. Outras pessoas também têm alternativas gratuitas, como o Centro de Valorização da Vida (CVV) ou a organização não governamental Decida Viver.

O Ambulatório acolhe estudantes, técnicos administrativos e professores da UEM. O setor onde ficam os residentes de Psiquiatra é no Bloco 06, que atende das 8h às 17h de segunda a sexta-feira. O telefone da ala psiquiátrica é (44) 3011-5874. Para servidores da universidade, também pode-se buscar ajuda, orientações e encaminhamentos no Sesmt: Bloco 02, de segunda a sexta, entre 7h40 e 11h40 ou das 13h30 às 17h30. O telefone do Sesmt é (44) 3011-4259. Os alunos também têm opção de ir à UPA: Avenida Mandacaru, 1.690, em Maringá (PR). A secretaria funciona em horário comercial e também atende pelo (44) 3011-9070.

Quem não tem vínculo com a UEM pode recorrer ao CVV ou à Decida Viver. O CVV atende 24 horas por dia pelo telefone 188, também via bate-papo virtual em horários pré-determinados, por mensagem de e-mail ou até pessoalmente: em Maringá, das 18h às 22h na Avenida Arquiteto Nildo Ribeiro da Rocha, 865, no Jardim Ipanema. Para falar com a Decida Viver, envie e-mail para Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. ou entre em contato pelas mídias sociais: aqui ou aqui.

 

 

UEM integra atividades do Setembro Amarelo

 

Galeria de fotos

 

Hoje (12), a UEM promoveu uma ação especial do Setembro Amarelo, o mês de prevenção ao suicídio. No entorno do Restaurante Universitário, músicos cantaram músicas reflexivas e voluntários distribuíram informativos.

De acordo com o professor Valmir Rycheta Correia, da disciplina de Saúde Mental do curso de Enfermagem da UEM, os enfermeiros são de suma importância na prevenção ao suicídio, uma vez que são profissionais que estão em contato direto com pacientes. “A Enfermagem é voltada à assistência, ao cuidado”, frisa ele, que lembra que jamais alguém deve se automedicar, tampouco “se dar alta” e abandonar o tratamento; é preciso respeitar e seguir o que o médico psiquiatra prescreve.

Martina Mesquita Tonon, estudante do 3º ano de Enfermagem na UEM, entregou panfletos hoje. “Sempre somos bem estimulados a realizar atividades extracurriculares, principalmente sobre temas que estão à tona”. Barbara Weber Kang, psicóloga da Decida Viver, também foi voluntária na atividade na UEM. “Por mais que alguém se sinta só, não quer dizer que esteja sozinho. Sempre existe alguém que pode te ouvir, dar atenção e acolhimento sem julgamento”, descreve a psicóloga, que afirma que morte não é a solução dos problemas.

Mesa-redonda – No dia 24 de setembro haverá o evento “Vamos juntos na prevenção do suicídio: mitos e verdades”. As mediadoras desta mesa-redonda serão a psicóloga Francielle Campos Vieira (Decida Viver) e a professora Lúcia Cecília da Silva (Departamento de Psicologia da UEM). Será das 14h às 17h30h no Auditório do Bloco I-12 do câmpus sede. Para participar como ouvinte basta chegar ao local: é gratuito e não é preciso se inscrever.

Palestra – No dia 26 de setembro, às 19h, a Assembleia Legislativa do Paraná (Alep) irá realizar uma palestra sobre políticas públicas voltadas a prevenir o suicídio. Será no plenário da Câmara de Vereadores de Maringá e todos os interessados na temática podem comparecer à casa de leis maringaense.

uem tv