Tools

ingrid fontanini

Cerca de 50 pessoas estão participando da iniciativa

Um curso de uma das línguas estrangeiras mais faladas no mundo todo, o inglês, está sendo realizado no Hospital Universitário Regional de Maringá (HUM). Quem contou os detalhes da iniciativa foi a chefe do Instituto de Línguas da Universidade Estadual de Maringá (ILG/UEM), a professora Ingrid Fontanini.

Segundo a professora Ingrid, a ideia do curso de inglês foi do Setor de Educação Permanente (EPS) do HUM, ligado à Diretoria de Enfermagem, que tem o objetivo capacitar, especialmente, os servidores e funcionários que trabalham no Hospital. “A capacitação teve como foco, em primeira mão, aqueles que estão na linha de frente do atendimento e que se relacionam com estrangeiros. O motorista, por exemplo, que é o primeiro contato, as recepcionistas do HUM, também são nosso foco. Porque o estrangeiro chega, ele não fala português. Na verdade, a maioria é haitiana, fala francês, mas também têm noções de inglês, por isso, optamos pelas aulas de língua inglesa, porque pode atender a um número maior de usuário, inclusive, os imigrantes do Haiti”, comenta a professora Ingrid.

ILG – A professora do Instituto de Línguas aproveitou a oportunidade para falar do ILG. Segundo ela, o órgão da UEM é muito mais que uma escola de idiomas, já que existem cursos específicos para necessidades específicas. Ela citou as capacitações de funcionários que atendem estrangeiros, o apoio a professores que estão se preparando para apresentações de trabalhos em inglês, além de cursos avançados de inglês técnico para docentes que buscam ministrar aulas na língua estrangeira. “E não somente cursos, mas também estágios que são oferecidos aos alunos de Letras na área de tradução e observação de aula”, explicou a chefe do Instituto.

Ingrid Fontanini ainda disse que, infelizmente, o ILG sofre com ausência de recursos humanos para ministrar as aulas e realizar as demais atividades desenvolvidas. “O motivo é a falta de contratação pelo Governo. Para se ter uma ideia, tínhamos uma média de 30 professores de inglês há 20 anos. Atualmente, são 11 e a expectativa, para 2020, é de 4 professores, porque os muitos irão se aposentar e não há reposição. Passamos de mais de 2 mil alunos para menos de 600. Existe a possibilidade fecharmos 24 turmas, em 2 anos”, explica a chefa do ILG.

Curso do HUM – Voltando à questão da iniciativa no Hospital, Ingrid Fontanini contou que, em um primeiro momento, a equipe do Instituto desenvolveu uma apostila de inglês básico voltado para a área da saúde. Ali estão reunidos termos técnicos e outros mais básicos, que visam capacitar e aumentar o vocabulário dos funcionários, o que ela chama de inglês instrumental. Porém, também existe o objetivo de avançar no aprendizado do inglês, visando níveis de dificuldades maiores, no futuro.

“O curso do HUM tem duração de 36 horas, no seu primeiro módulo, mas a ideia é continuar, no ano que vem, com as próximas etapas de aprendizagem. As aulas, que vão até outubro, estão sendo ministradas no Instituo de Línguas, na UEM. O material didático foi repassado ao HUM, que fez as cópias e distribuiu para os servidores”, concluiu a professora, que está ministrando as aula com duas estagiárias de Letras: Ana Lúcia Dacome Bueno e Nayra Suellen Borges Cruz.

uem tv