UEM CONTRA O CORONAVÍRUS (AÇÕES POSITIVAS)

Newsletter 002/2020-ASC


Prezados servidores docentes, técnicos e estudantes de graduação e pós-graduação da UEM,

Continuamos a viver em meio a pandemia e mais uma semana se foi. Mas nós não estamos parados e sabemos que você também não! Conheça mais um conjunto de ações que tiveram início ao longo da última semana ou mesmo antes, mas não foram citadas na primeira newsletter.
 
Se quiser dar publicidade às notícias divulgadas aqui ótimo. Compartilhe nas suas redes sociais. É uma excelente oportunidade de mostrar para toda a comunidade as ações da UEM em tempos de pandemia, evidenciando o importante papel da nossa Universidade nesse momento de crise.

E compartilhe conosco, pelo e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo., ações que você ou seu setor tem realizado. Talvez também possamos divulgá-las. 

Fica ainda aqui um convite àqueles que queiram integrar-se a alguma ação que vem sendo desenvolvida ou mesmo propor novas ideias. Estamos à disposição para receber sugestões, responder dúvidas e para trabalharmos em rede. Agora vamos às notícias da semana.


1 - Parceria - Por meio de parceria entre Universidade Estadual de Maringá (UEM), UniCesumar, Uningá e Prefeitura de Maringá (PR), o banco de dados municipal sobre a covid-19 será reforçado. Haverá “pesquisa para mapear a velocidade de expansão do vírus e seu potencial de disseminação na cidade”. O estudo também pretende quantificar o percentual de infectados assintomáticos. O termo de cooperação técnica foi assinado no último dia 17 17 e envolve o Laboratório de Inovação na Saúde (LIS) e a Rede UEM de Pesquisa para Emergências Epidemiológicas.


Também houve assinatura de convênio entre prefeitura e o Lepac para compra de mil testes moleculares de diagnóstico de covid-19. Confira outros detalhes neste link.‍


2 - O PCA, Programa Multidisciplinar de Estudo, Pesquisa e Defesa da Criança e do Adolescente (PCA), vinculado à PEC, também continua com atividades durante a pandemia. Preocupados com as crianças vulneráveis atendidas pelo projeto de extensão “Brincadeiras” foi viabilizado um carro de som que começou a circular no dia 11 de abril no principal bairro onde é desenvolvido o projeto. O áudio  visa atingir uma população que muitas vezes está privada de acesso à internet, disponibilizando opções de locais e números de telefone para acesso quando necessário, principalmente em caso de violência. O áudio também destaca o vínculo com os educadores sociais do projeto e finaliza com uma breve história que traz mensagem positiva e bastante apropriada para o momento atual. O PCA é coordenado pela profa Paula Marçal Natali.


3 - A CAE (Coordenadoria de Apoio a Educação Básica) ,visando oferecer apoio às secretarias municipais de educação neste período de afastamento social, abriu um projeto de curso de extensão para atendimento de coordenadoras pedagógicas nos temas de alfabetização em língua portuguesa e matemática. Oferecerão atendimento individual e em grupos para os municípios interessados. A ideia é que seja fornecida a certificação de 20 horas aos participantes. Oito municípios aderiram à proposta de assessoria pedagógica até o fechamento desta newsletter. Para saber mais sobre o projeto acompanhe a matéria já publicada sobre este assunto.


4 - De modo a evitar um futuro colapso no sistema de saúde de Maringá (PR), devido a uma possível expansão da covid-19, pesquisadores da UEM estudam, por meio de modelos matemáticos, como a pandemia tem se comportado. Na última semana, conhecemos duas importantes iniciativas neste sentido. Em uma delas, professores ligados aos cursos de Matemática e Estatística publicaram um trabalho cujos resultados preliminares apontam que o número de infectados “tende a crescer lentamente em comparação ao que se vê ao redor do mundo, indicativo de que as medidas de mitigação adotadas estão ajudando”. Conheça detalhes deste estudo na matéria publicada pela ASC.

Também por meio de modelos de matemáticos de estudo, neste caso o modelo epidêmico SIR, o  Laboratório de Sistemas Complexos (Complex-Lab) da UEM estudou a evolução dos casos de coronavírus na cidade de Maringá e divulgou os dados por meio do site http://www.complex.pfi.uem.br/covid/.


5 - Os Programas de Pós-Graduação em Ciências Farmacêuticas e em Biociências e Fisiopatologia elaboraram, recentemente, novas disciplinas relacionadas diretamente à covid-19. Dessa forma, os alunos fazem parte de uma força tarefa para auxiliar no atendimento às demandas do Grupo de Evidências Científicas em COVID-19 da UEM. São 49 estudantes de mestrado e doutorado e duas professoras envolvidas com as disciplinas no momento de Pandemia, mostrando a rápida resposta de adaptação da Pós-Graduação às necessidades. Clique neste link para mais detalhes.


6 - Seguindo orientação do Ministério da Saúde para atendimento em período de pandemia e a exemplo de todos os bancos de sangue do país, o Hemocentro Regional de Maringá passou a agendar as doações de sangue. A medida começou a vigorar no dia 23 de março, três dias depois que o prefeito da cidade decretou o isolamento social como medida preventiva mais eficaz contra a contaminação pelo coronavírus. Sem data para acabar, o agendamento pode ser feito preferencialmente pelo link www.saude.pr.gov.br/doacao ou pelos números 3011-9400 e 3011-9151. Saiba mais sobre a necessidade da doação de sangue na matéria no site da UEM.

O Hemocentro, em meio a pandemia, também comemorou a Recertificação do Sistema de Gestão da Norma 9001:2015. A auditoria externa foi feita pela Fundação Carlos Alberto Vanzolini de São Paulo. Confira também esta novidade pela matéria publicada no site da UEM.


7- Aproveitar a maior permanência em casa para ler é uma excelente opção e, para isso, a UEM oferece duas opções para a comunidade acadêmica: livros da EDUEM e acesso a acervo da BCE. A Editora da UEM disponibilizou para leitura gratuita diversos títulos. Clique aqui para saber mais.

Os usuários da Biblioteca Central (BCE) poderão acessar gratuitamente mais de mil obras nacionais e importadas. Acompanhe os detalhes pela matéria publicada pela ASC.


8 – No enfrentamento da pandemia o Hospital Universitário traçou um Plano de Contingências que você pode conferir na íntegra neste link. O plano  inclui, entre outras ações, a separação de portas de acessos para pacientes, isolando a entrada, estacionamento e ala destinadas ao atendimento da covid-19 da entrada do Pronto-Atendimento regular, que continua atendendo. Veja detalhes sobre isso nesta matéria.


9 - Que tal estudar idiomas? O Programa Paraná Fala Idiomas da UEM recebeu, até dia 10 de abril, inscrições para cursos gratuitos, on-line, de inglês. Muitos aproveitaram a oportunidade exclusiva para comunidade da UEM. Veja detalhes nesta matéria.

Adaptando-se ao atual cenário, foi oferecida a oportunidade de realização de testes remotos do Educational Testing Service(General Test e TOEFL iBT), veja as informações completas neste link


10 – Grupo de Pesquisa em Evidências Científicas da COVID destaca que transmissão do coronavírus pode ocorrer meio das fezes, com possibilidade de contágio pela má higienização das mãos após o uso do sanitário. A hipótese foi evidenciada a partir de estudo bibliográfico de dois artigos de cientistas chineses publicados há cerca de uma semana. Leia a matéria completa e previna-se.


11. HUM: 108 novos leitos – Antes mesmo da fase de isolamento social a UEM se antecipou e executou algumas ações necessárias para a ativação do prédio construído para abrigar a Clínica para Adultos do HUM. A nova ala com mais de 8 mil m² tem capacidade para 108 novos leitos hospitalares. Mas este é só um passo. Para que a população tenha acesso aos leitos é necessária a compra de equipamentos e da contratação de médicos, enfermeiros e pessoal de apoio. Confira outras informações clicando neste link.


12 - Grupo PET de Educação Física desenvolve ações de apoio a alunos da UNATI durante a pandemia da COVID-19. Os estudantes do PET educação física estão se integrando a ações do projeto de extensão “Unindo Gerações” para ampliar o acolhimento das pessoas idosas de nossa Universidade Aberta a Terceira Idade - UNATI. Eles elaboraram uma metodologia de gravação de vídeos, sob orientação de docentes, sobre diferentes temas de saúde física e lazer com um cronograma semanal. Os temas envolverão, por exemplo, alongamento em casa, lazer e filmes, massagem com bolinhas de tênis, exercícios com cadeira, entre outros. Também disponibilizaram três números de telefone para conversas e dúvidas a distância. O grupo PET tem como tutora a Profa Dra Larissa Lara, do DEF. Este projeto pode ser melhor compreendido na matéria da ASC.


Problemas para visualizar este conteúdo?

Entre em contato no e-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.